• secretaria@spedrospaulo.com.br
  • (41) 3256 - 6641

História

História

     “A história da Paróquia começa em 1950, quando a população de Curitiba estava na casa dos 200 mil habitantes. Não havia canais de televisão, que surgirão somente na próxima década, quando a população da cidade pularia para os 340 mil habitantes. Neste tempo, o norte da cidade é um mosaico de pastos, onde cria-se gado, resquícios de chácaras e vilas, com ruas revestidas de saibro nas quais se alinham casas, em sua maioria de madeira, com hortas e pomares no quintal. É nesta paisagem que mistura rural e urbano que vai se desenvolver a comunidade da Vila São João, encravada na elevação ao final do bairro do Bacacheri e ponto de passagem de rebanhos de gado que seguiam para o matadouro do frigorífico, então, existente no fim da avenida Erasto Gaertner. Tal território pertencia a Paróquia de Santa Cândida, coordenada pelos padres da Congregação da Missão, também conhecidos como Padres Vicentinos.
       Em 1957, sob a supervisão dos padres daquela Paróquia e com a firme participação de nossa comunidade, encabeçados pela família do Sr. Pedro Skora, doadora do primeiro terreno e com o apoio da família Ivanoski, foi erigida em madeira uma graciosa Capela, sendo escolhidos São Pedro e São Paulo como padroeiros.
Em 1965, a Arquidiocese de Curitiba cria a Paróquia de São João Batista, na Vila Tingui, passando nossa Capela a sua subordinação. Era, então, pároco o Padre Stanislaw Pagacz, SChr.
Com o forte crescimento da Vila São João e cercanias, no ano de 1973, V. Rev.mª Dom Pedro Fedalto, à época, Arcebispo de Curitiba, houve por bem criar a Paróquia de São Pedro e São Paulo, isto em 24 de fevereiro. Foi designado como primeiro pároco o Padre Stanislaw Jamrog,SChr.
Em 1975, é criada a Capela São João Bosco, no Bairro Alto, que foi subordinada a nossa Matriz até 18 de fevereiro de 1982, quando também tornou-se Paróquia.
No ano de 1977 é entregue aos moradores o Conjunto Habitacional Solar, construído dentro de nosso território, demandando a necessidade de ação pastoral naquela área. Já em 21 de setembro de 1977 ocorreu a primeira reunião dos coordenadores dos setores e três dias depois é celebrada a missa no grupo escolar Jaguariaiva, ocorrendo a bênção de 16 Capelinhas. Em 1981 iniciam-se as celebrações das missas e as aulas de catequese no salão de festas daquela comunidade.
Em julho de 1982, realiza-se a primeira reunião das coordenadoras da região do conjunto Leônis.
Antes disso, em 10 de janeiro de 1981, assume a Paróquia o Padre Jan Sobieraj, Schr, que define como meta primeira a construção da nova Igreja Matriz, pois a capela de madeira então existente, simpática e aprazível, tornara-se pequena frente ao crescente número de fiéis que a frequentam.
No dia 27 de junho de 1981 V. Rev.mª Dom Pedro Fedalto realizou uma visita pastoral à Paróquia, proferindo mensagem que muito estimulou os paroquianos. Neste dia, gravou-se no livro Ata a seguinte ordem do Arcebispo: “Os paroquianos liderados pelo padre vigário, devem colaborar de um modo eficiente para a aquisição de três a quatro lotes para a construção da nova Igreja Matriz, digna da Paróquia São Pedro e São Paulo.” 
Animados pelo dinamismo do Pároco, os paroquianos somam suas energias e superam as dificuldades para a compra de quatro terrenos e o desenvolvimento do projeto.
Iniciaram-se as obras no dia 1º de setembro de 1985. A construção consumiu quatro anos e meio de muito trabalho, até que em 2 de julho de 1989 a nova Matriz, com sua arquitetura única e acolhedora é solenemente consagrada por V. Rev.mª o Arcebispo Dom Pedro Fedalto.
1º Pároco – Pe. Stanislaw Jamróg, SChr.
2º Pároco – Pe. Jan Sobieraj, Schr.
3º Pároco – Pe. Józef Poszwa, Schr.
4º Pároco – Pe. Benedykt Grzymkowski, Schr.
Atual Pároco – Pe. Alceu Zembruski, SChr. “